Regional Leste 1 da CNBB reflete sobre Ano da Misericórdia

Na ocasião, foram apontadas pistas de ação indicativas para a vivência do Ano Jubilar

Bispos, padres e leigos, representantes de pastorais e movimentos participaram, de 20 a 21 de novembro, da 14ª Assembleia Geral do Regional Leste 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento, ocorrido no Centro de Estudos do Sumaré (RJ), teve como tema principal o Ano da Misericórdia, convocado pelo papa Francisco em abril deste ano e que iniciará no próximo dia 8.

Na abertura da Assembleia, o arcebispo do Rio de Janeiro (RJ) e presidente do regional Leste 1, convidou as lideranças a seguirem os passos do papa Francisco, abrindo os corações, para que a Igreja se torne “realmente uma Igreja misericordiosa e acolhedora, uma Igreja que anuncie a vida em meio a violência”. Na ocasião, recordou as tragédias de Mariana (MG) e de Paris (França).

A bula de instituição do Jubileu da Misericórdia foi abordada pelo padre Luiz Fernando Ribeiro e a implicação pastoral do Ano da Misericórdia, pelo padre Antônio José.

Após as palestras e divididos em grupos, os participantes responderam a alguns questionamentos. As respostas foram compiladas e apresentadas pelo bispo auxiliar do Rio de Janeiro, dom Paulo Cezar Costa, como pistas de ação indicativas para o regional vivenciar o Ano da Misericórdia.

Jubileu da Misericórdia

O Ano Santo, como também é chamado, iniciará em 8 de dezembro, solenidade da Imaculada Conceição, e prosseguirá até 20 de dezembro de 2016, dia em que se celebra Jesus Cristo, Rei do Universo. Na bula de convocação, publicada em abril deste ano, Francisco fala da decisão de se realizar o Jubileu da Misericórdia. “Há momentos em que somos chamados, de maneira ainda mais intensa, a fixar o olhar na misericórdia, para nos tornarmos nós mesmos sinal eficaz do agir do Pai. Foi por isso que proclamei um Jubileu Extraordinário da Misericórdia como tempo favorável para a Igreja, a fim de se tornar mais forte e eficaz o testemunho dos crentes”.

De acordo com informações do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, o tema “Sede misericordiosos como o Pai”, tirado do livro de Lucas, “propõe viver a misericórdia seguindo o exemplo do Pai, que pede para não julgar e não condenar, mas perdoar e dar amor sem medida”.

Um momento significativo para o Jubileu da Misericórdia acontecerá no dia 13 de dezembro, o 3º Domingo do Advento, quando serão abertas as Portas Santas nas catedrais e alguns santuários de todo o mundo. Conforme informações do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, é primeira vez na história dos jubileus que é oferecida essa possibilidade.

Para auxiliar na divulgação do evento, o Vaticano criou um site, disponível em sete idiomas, também em português. Na página é possível encontrar a bula de convocação, pronunciamentos do papa Francisco, em textos e vídeos, o calendário com os principias eventos do Ano Santo da Misericórdia. Acesse: : www.iubilaeummisericordiae.va

Regional Leste 1 da CNBB reflete sobre Ano da Misericórdia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo